A segmentação de clientes é essencial para alcançar um nicho específico de público. Isso ajuda a alcançar as pessoas com quem a marca realmente quer conversar, aumentando as chances de encontrar leads qualificados e gerar mais vendas.

O que é segmentação de clientes

O conceito de segmentação de clientes é definido como uma divisão de pessoas com características similares. Como segmentação, entendemos que é necessário traçar um perfil do consumidor para conseguir encontrá-lo e se relacionar com ele.

A importância da segmentação de clientes

É importante que as empresas tenham uma segmentação de clientes bem definida. Afinal, é a partir dela que é possível ter um norte na hora de encontrar clientes em potencial e, se comunicar com eles no momento exato que ele está pronto para comprar.

Essa definição ainda permite que os profissionais de marketing ajustem, de maneira mais assertiva, seus esforços para diferentes subconjuntos de público-alvo. Esses esforços podem estar relacionados à definição de uma campanha de comunicação ou mesmo à criação de novos produtos e serviços. Além disso, podemos encontrar outros benefícios, como:

  • Criar uma estratégia de comunicação direcionada;
  • Identificar o melhor canal de comunicação entre marca e consumidor, como e-mail, chatbot, SMS, redes sociais, etc.;
  • Encontrar maneiras de melhorar produtos e serviços;
  • Melhorar o relacionamento com o cliente;
  • Concentrar esforços nas pessoas certas;
  • Aprimorar as estratégias de atendimento.

Tipos de segmentação de clientes

Há inúmeras possibilidades e tipos de segmentação de clientes, a definição de quais dados usar varia de acordo com a estratégia de casa empresa.

Uma empresa B2B (business-to-business), por exemplo, pode levar em conta informações como:

  • Segmento da empresa;
  • Número de funcionários;
  • Produtos adquiridos pela empresa;
  • Localização;

Já as empresas B2C (business-to-consumer), geralmente, segmentam os clientes de acordo com dados demográficos, como:

  • Faixa etária;
  • Gênero;
  • Estado civil;
  • Localização;
  • Classe social;
  • Interesses (moda, economia, educação, marketing, etc.).

Os dados acima são os mais  comuns. Há, no entanto, um vasto campo a ser explorado. Ao longo do tempo, as empresas podem identificar oportunidades e fazer segmentações ainda mais estreitas.

Aumente o foco

Quanto mais você conhece o seu cliente, melhor você poderá se concentrar em atender suas necessidades.

Ao descobrir e analisar os dados que mencionamos anteriormente, você obterá uma compreensão muito melhor do que seus clientes desejam. Ao fazê-lo, você pode ajustar o seu produto especificamente às necessidades dos seus clientes, fazendo com que eles se sintam como se o criasse apenas para eles.

Além disso, você pode usar dados de segmentação para criar campanhas direcionadas de publicidade e marketing para subconjuntos de clientes. Novamente, criando esse conteúdo com uma pessoa específica do cliente em mente, persona, você aumenta a probabilidade de atrair a atenção dos indivíduos nesse subconjunto.

A segmentação aumenta as chances de os alvos se tornarem potenciais clientes e de os prospects se tornem clientes. Sem dados de segmentação de clientes, você está simplesmente colocando seu produto “lá fora” e esperando o melhor.

Aumento da retenção de clientes

A segmentação de clientes permite ajustar o produto ou o serviço que você oferece aos seus clientes para atender melhor às suas necessidades, aumentando sua confiança na sua marca e consequentemente aumentando sua taxa de retenção de clientes.

Quando seus clientes confiam em sua empresa, eles serão mais propensos a retornar. Na prática, isso é porque você os ajudou no passado, tendo lhes dado exatamente o que eles precisavam para superar um certo ponto de dor.

Mas é muito mais profundo do que isso. A segmentação adequada do cliente permite que você fique conectado aos seus clientes mesmo depois de fazer uma venda. 

É importante que, constantemente, as empresas encontrem e gerenciem os dados dos seus consumidores, identificando oportunidades e mudanças de comportamento. Assim, é possível identificar oportunidades e desenvolver estratégias cada vez mais eficientes.

Aqui na Iris Data Driven, nossos clientes trabalham com réguas de relacionamento, onde você pode cruzar os mais diversos tipos de segmentações (claro, tudo de acordo com a sua base de dados) e criar ultra segmentações, ou seja: você vai falar com o cliente certo, no momento certo de compra e pelo canal certo.

Quando falamos de ultra segmentações, estamos falando de segmentações mais específicas ainda. Como um e-mail para os aniversariantes do mês, mas você quer se relacionar apenas com aqueles que procuram um tipo específico de produto e deixa ele no carrinho sem efetuar a compra.

As oportunidades que surgem ao centralizar seus dados e ter uma visão mais única deles são incríveis. Suas estratégias não serão as mesmas. 

Por isso, o seu start em segmentações tem que ser com plataformas CRM que centralizam suas informações, que tenham ferramentas de mensageria e ferramentas de segmentações. A boa notícia é que a Iris entrega tudo isso. 

Quer saber como funciona? Clique aqui e preencha o formulário que um dos nossos especialistas entrará em contato com você \o